28 de julho de 2012

O vaiador-mor em bicos de pés


Ministério cede em horários zero, vinculações e compensações


Nogueira a fazer crer que conseguiu alguma coisa na reunião com o ministro depois de ter andado nas vaias.
Zero!
Tudo o que diz que conseguiu já estava escrito em lei ou já tinha sido anunciado pelo ministro.
E os jornalistas bacocos que lhe dão antena bem o deviam saber.
Nogueira, antes Sucena, e os 150 "professores" manifestantes foram, e são, os maiores coveiros do professorado.
A eles se deve o maior drama da classe: a proletarização dos professores.

25 de julho de 2012

Profissionais da vaia

Governo não exige “demais” ao país, diz Passos após vaia em Cantanhede



Os manifestantes empunhavam bandeiras negras e cartazes com frases contra o Governo, e representavam diversos sindicatos ligados à União de Sindicatos de Coimbra (afecta à CGTP-IN) e o Sindicato dos Professores da Região Centro.

São sempre os mesmos e andam de terra em terra segundo a agenda dos ministros.
Dar-lhes com um pano encharcado nas ventas ainda era pouco!

22 de julho de 2012

Ó diabo...

Apesar da absolvição dos arguidos, o coletivo de juízes, liderado por Afonso Andrade, considera que do julgamento resultaram fortes indícios de que existiram pagamentos dentro do Ministério do Ambiente e da Administração Pública, tendo por base os depoimentos de três testemunhas que referiram que o antigo primeiro-ministro José Sócrates (na altura ministro do Ambiente) recebeu pagamentos em dinheiro para viabilizar o projeto do outlet de Alcochete.
Desta forma, os juízes entenderam não desvalorizar esses depoimentos, mandando extrair certidão autónoma para que esses indícios sejam averiguados e para que José Sócrates se possa defender.

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/freeport-fortes-indicios-de-pagamentos-ilegais=f741055#ixzz21J1o0Mau

18 de julho de 2012

Cada cavadela...


Freeport: MP pede absolvição de todos os arguidos




Mais um fiasco !
Quando lhes cheira a mediatismo, vai de acusar tudo e por alto.


E depois... no final... népias !


Tem sido quase sempre assim, a não ser quando condenam sem ter feito prova.

3 de julho de 2012

Juro que não sabia...

... que havia processo de RVCC para o ensino superior.
Mas afinal há; os socialistas deram-lhe uma abrangência total.
Ao que parece, o ministro Relvas aproveitou-o.