14 de dezembro de 2008

Suicídio político


É uma verdadeira novidade, pelo menos para mim, ouvir António Avelãs, o carismático presidente do SPGL, a fazer a defesa da avaliação e da diferenciação dos professores.

Estou espantado e, se calhar, muitos outros professores também o estarão...


Mas há uma coisa, caro Avelãs: não será com o modelo alternativo de avaliação proposto pelo seu sindicato que se fará qualquer avaliação com diferenciação.

Sem comentários: