4 de outubro de 2011

Na senda de José Sócrates

Alberto João Jardim foi, sem sombra de dúvida, um sofisticado continuador da obra apocalítica de José Sócrates.
É verdade.
José Sócrates defendeu arreigadamente o investimento público como política para combater a crise. Chegou a dizer, com as letras todas, que "aumentámos a dívida porque o quisemos". E queria, ainda, aumentá-la mais e mais.
Por essa altura, tudo quanto era socialista defendia as ideias do grande líder, o investimento público, e o aumento da dívida.
Estranhamente, hoje não se vê essa cambada a aplaudir o caminho seguido por João Jardim, embora tenha sido exatamente o mesmo que defendiam.
Paradoxos...

Sem comentários: