28 de agosto de 2008

Mais polícia?

Para quê?
Coitados dos polícias.
Bem podem eles deter os criminosos que a lei logo se encarrega de os devolver à liberdade, que é como quem diz, neste caso, à criminalidade. E se, por uma infelicidade, se virem forçados a usar armas letais, é certo e sabido que se verão em muito maus lençois.
Coitados dos polícias.
Coitados dos magistrados.
Coitados dos juízes.
O problema não está na polícia nem nos magistrados. Está na Lei.
Como diz o PGR, o hiper garantismo concedido aos arguidos colide com o direito das vítimas, com o prestígio das instituições e dificulta e impede muitas vezes o combate eficaz à criminalidade complexa.

E como o coordenador do Observatório Permanente da Justiça - disse-o agora mesmo o Ministro Rui Pereira - é o conhecido Prof. Boaventura Sousa Santos... iremos continuar a ter os mesmos DIREITOS, LIBERDADES e GARANTIAS... e mais criminalidade, naturalmente.

Sem comentários: