22 de setembro de 2008

Negócio de mercearia


Mário Ramires, no Sol, tem toda a razão.
Se o casamento não passa de um mero contrato, algo denunciável a todo o tempo pela simples manifestação de vontade de uma das partes, a que propósito andam por aí no afã de poderem vir a casar os homossexuais?
(Por mim podem casar à vontade... grrrhhh... desde que não adoptem!)

Sem comentários: