9 de março de 2011

Mais um "Charrua"?

Reconhecer que os juros da dívida são insustentáveis é uma opinião tão contrária à doutrina oficial do regime que pode vir a ser tomada como "quebra de lealdade". Ora, as quebras de lealdade têm óbvias consequências, como há muito avisou Jorge Coelho: "quem se mete com o PS, leva!".
Ernesto Paiva que o diga.

Sem comentários: