12 de outubro de 2012

"Bomba atómica fiscal"

Fui ler a minha nota de liquidação de IRS do ano passado, 2011.
Tendo em conta o nosso rendimento, meu e da minha mulher, e como o coeficiente conjugal é 2, ficámos no escalão 3 (rendimento coletável entre 18 mil e 42 mil euros) pagando 35,5% de IRS.
No ano atual, 2012, teremos um rendimento inferior - 2 subsídios a menos - e vamos manter-nos no mesmo escalão.
Em 2013 iremos receber mais do que em 2012 (1 subsídio) mas menos do que em 2011.
Olhando para aquela que será a nova tabela, ficaremos no escalão de 20 mil a 40 mil euros e pagaremos 37%.
Significa isto que em 2013 iremos pagar mais 1,5% de IRS do que em 2012.
Para além disto, pagaremos uma sobretaxa de 4%.
Ou seja, pagaremos mais 5,5% de IRS em 2013 do que em 2012.

Mas... em 2012 vão pagar-nos um dos subsídios, o que, grosso modo, corresponde a 7% de aumento relativamente a 2012.

Então, ou me está a falhar algo de muito grave, ou ainda vou ficar 1,5% de ganho.
 


5 comentários:

Anónimo disse...

Lê istO:

http://expresso.sapo.pt/portugueses-querem-gaspar-fora-do-governo=f759749


Eurosondagem, S.A. para o Expresso e SIC, de 4 a 9 de outubro de 2012

Bjs
Convidada

Anónimo disse...

Milagre.. Aleluia... o fenómeno está em Mangualde.
Vai ver devagarinho como te fizeram as contas em 2011.E depois verifica devagarinho como te fazem em 2012. Mas devagar. É só testar. Vê bem como foram retirados os subsídios. E aí percebes o primeiro aumento. E vê bem sobre que valor foi aplicada a sobretaxa.
Em 2011 pagaste imposto sobre dinheiro não recebido. O mesmo acontecerá em 2012.( sim é verdade). Não vou explicar aqui que demora muito mas certamente se perceberá. Mas mesmo colocando esta questão de lado o que se passa é que este ano vais perder quase 3 ordenados. (cada um é claro).
Nota essas taxas de irs são taxas marginais. Logo só entram no valor acima do escalão anterior...
Dito de outra forma
Até 7.000€ - 14,5% em vez de 11 e de 14. Logo aqui levas mais do que imaginas.
Na verba que vai de 7.000 a 20.000, ou seja 13 000 levas 28,5% em vez de 24.... começa a fazer contas. Portanto até 20000 já te tiraram cerca de 1000 euros
Entre 20.000 e 40.000 - e só neste diferencial levas os tais 37%. Só nesta parcela é que existe o tal diferencial de 1,5%. E nesta parcela vai estar o sub recebido a mais. Leva todo ele 37,5%.
Ou seja existe um aumento cumulativo desde o inicio
Logo o que está em causa verdadeiramente é a taxa média. basta fazer : o imposto apurado em 2011 ou 2012 sobre o rendimento colectável. E agora é simular o mesmo para 2013.Sem esquecer redução das deduções e a famosa sobretaxa.
Se o próprio governo diz que a taxa média aumenta cerca de 30% temos de acreditar no que diz o governo certo?
Pensa um bocadinho se faz favor e não tentes ser mais papista que o papa. Claro depois mete-lhe o IMI... o tabaquito etc etc etc.. e vais levar um abanão...de grau 8 como diz o Bagão.

Anónimo disse...

E os especialistas confirmam
Os funcionários públicos com rendimentos mais baixos serão mais penalizados em IRS do que aqueles com rendimentos mais elevado, sendo que os solteiros a vão sofrer maior agravamento, segundo simulações feitas pela PricewaterhouseCoopers (PwC).

Os cálculos realizados pela consultora PwC com base na versão preliminar da proposta de Orçamento do Estado para 2013 apontam a mesma tendência em todos os escalões de rendimento considerados, demonstrando um agravamento do valor pago neste imposto mais pronunciado nos rendimentos mais baixos face aos mais altos.
"No caso dos funcionários públicos, não obstante recuperarem um dos subsídios suspensos em 2012, as simulações indicam que apenas nos níveis de rendimentos mais baixos, existe um aumento do rendimento líquido disponível", sublinha Martim Gomes, consultor fiscal da PwC.
DN

Agnelo Figueiredo disse...

Pois claro.
Fiz as contas escalão por escalão e pagarei mais 815€
Na sobretaxa pagarei mais 320€.
Ao todo, mais 1200€.

Claro que para os da privada... é pesado. Os da FP já estão habituados.

Anónimo disse...

E não esquecer.. está a misturar rendimentos Brutos- a dita restituição do subsidio com rendimentos colectáveis.Não podemos fazer comparações de valores distintos. Quanto à sobretaxa não seja tão especifico. Pode ser aplicada de formas que conduzem a aumentos bem maiores. Como foi o caso em 2011.