30 de dezembro de 2009

Avaliação economicista

Parece que os sindicatos e os movimentos (veja-se este e este) descobriram que a grande finalidade da avaliação dos professores é a diminuir o peso dos vencimentos no orçamento do Estado. Só me espanta terem andado todo este tempo para descobrirem o que sempre foi uma evidência.
De facto, não é preciso nenhum curso para perceber que, se a progressão na carreira se continuar a fazer pela antiguidade, a maioria dos professores estará, a curto prazo, no 10.º escalão, a vencer pelo índice 340. E isto, indubitavelmente, é muito agradável para mim e para os meus colegas professores. É, sim senhor. E é totalmente merecido. E mais: para muitos políticos da nossa praça, educar não é uma despesa – é um investimento!
Portanto, pela minha parte, nada contra a progressão automática, sem quotas ou contingentações.
Mas há aqui um problema: o dinheiro. Isto custa muito dinheiro.
Repare-se que, se todos os professores posicionados nos 2 últimos escalões actuais progredirem, cada um, para o imediatamente seguinte, a despesa anual aumenta em qualquer coisa como 180 milhões de euros. Pois é. E só estou a referir os que já têm um vencimento mais confortável, embora já representem um terço do total e esta proporção vá sempre aumentar…
Ou seja, estamos a falar de um número bem grande. Merecido, sem dúvida, mas muito grande.
… ...
Portanto, definitivamente, o problema da avaliação dos professores é o problema da falta de dinheiro, como os sindicatos agora descobriram.
E porque é que falta o dinheiro?
Resposta óbvia: porque o dinheiro não estica e também é preciso para sustentar certas medidas “românticas” defendidas pela esquerda, na qual os portugueses, professores incluídos, maioritariamente votaram.
É preciso, por exemplo, para atribuir indiscriminadamente o RSI, mesmo àqueles que não têm qualquer razão para não trabalhar.
É preciso, por exemplo, para continuar a achar normal que metade das ofertas de emprego – para mais num tempo de desemprego – fique por preencher.
É preciso, por exemplo, para o Magalhães.
E depois há a “alta velocidade”… a terceira travessia… a terceira auto-estrada… a…

E não se pense que isto se resolve com emblemas como o “imposto sobre as grandes fortunas” ou a tributação dos ganhos em bolsa, ou a tributação dos prémios dos administradores. Em face dos números, isto são “peanuts”.
Nada disso. Isto só se resolve fazendo OPÇÕES.

22 de dezembro de 2009

Ah! Grande Ministra!

Até sou homem para lhe dar um beijo.
Mas não se engane. Não se deixe tentar. Lá por haver muito insucesso a Matemática, não caia na tentação de acabar com ela.
Acabe antes com aquelas coisas "eduquesas" do Estudo Acompanhado e da Área de Projecto, que SÃO curriculares e NÃO são disciplinares. Vai ver que a malta aplaude.

21 de dezembro de 2009

Hipnose

Misóginos, assexuados, falsas pudicas e outros perturbados devem clicar aqui.

A malta normal pode desfrutar a performance da Daria Werbowy:

... mon visage... mes yeux... ma bouche... ... est tu prêt?

17 de dezembro de 2009

16 de dezembro de 2009

Merecido elogio

O Governo elogia os "relevantes serviços prestados" pelo magistrado.
Pudera...

Obs.
Na Administração Pública só existe uma pena superior: demissão

14 de dezembro de 2009

Isenção e Imparcialidade



Pode até parecer absurdo, mas... quem é que certifica a isenção e imparcialidade?
Sim, sim, esta é que é a verdadeira questão.

13 de dezembro de 2009

Agressão

Ao que se vê, esta não foi uma simples chapada ao velho estilo da Marinha Grande...

Entretanto, dou comigo a pensar que há certas coisas que, realmente, só se resolvem à chapada. A ver vamos.

10 de dezembro de 2009

Mario Lino pagou alguns Magalhães com dinheiro da ASE

Ora aqui está!
Estes jornais são uns sensacionalistas!

Na verdade, os programas e-escolinha e e-escola estão integrados nas medidas da Acção Social Escolar. As escolas sabem que assim é. Portanto, nada de novidades.

O que Mario Lino fez foi outra coisa.
Foi transferir dinheiro que devia ser gerido segundo as regras da contratação pública para uma fundação de direito privado a fim de que esta pudesse pagar o ajuste directo!

6 de dezembro de 2009

Ainda a Gripe A

(Se sofre de falso pudismo abstenha-se de continuar a leitura e opte por clicar aqui)


Estava eu a aguardar a minha vez, sentado ao lado de outros, melhor, de outras, quando sai uma delas pela portinha das injecções. E vai a amiga:
- Já a levaste?
- Já. Em vez de uma levei duas. Contra a gripe e contra o tétano.
- Bolas! Contra a parede já levei algumas, agora contra o tétano...
... ...
Foi risada geral e eu, que já lacrimejava por via da constipação, chorei de rir.

(Ao que depois me disseram, esta já é "velha". Eu nunca a tinha ouvido e assim, ao "vivo", foi saborosa.)

Gripe A

Na passada quinta-feira lá fui à vacina contra a gripe A.
Quando entrei disse lá à senhora:
- Olhe que estou um bocadinho ranhoso... constipado...
- Não tem problema nenhum. Temos cá lenços. Siga!
... ...
Pois... mas hoje acho oportuno publicar a "Sátira aos homens com gripe", de Lobo Antunes:

Pachos na testa, terço na mão,
Uma botija, chá de limão,
Zaragatoas, vinho com mel,
Três aspirinas, creme na pele
Grito de medo, chamo a mulher.
Ai Lurdes que vou morrer.
Mede-me a febre, olha-me a goela,
Cala os miúdos, fecha a janela,
Não quero canja, nem a salada,
Ai Lurdes, Lurdes, não vales nada.
Se tu sonhasses como me sinto,
Já vejo a morte nunca te minto,
Já vejo o inferno, chamas, diabos,
Anjos estranhos, cornos e rabos,
Vejo demónios nas suas danças
Tigres sem listras, bodes sem tranças
Choros de coruja, risos de grilo
Ai Lurdes, Lurdes fica comigo
Não é o pingo de uma torneira,
Põe-me a Santinha à cabeceira,
Compõe-me a colcha,
Fala ao prior,
Pousa o Jesus no cobertor.
Chama o Doutor, passa a chamada,
Ai Lurdes, Lurdes nem dás por nada.
Faz-me tisana e pão de ló,
Não te levantes que fico só,
Aqui sozinho a apodrecer,
Ai Lurdes, Lurdes que vou morrer.

5 de dezembro de 2009

3 de dezembro de 2009

Um bom dia para a minha terra


Este contrato, firmado há largos meses, foi hoje publicado do DR.
É, pois, dia de celebração.

30 de novembro de 2009

A Estrela da Cimeira

A cantora colombiana Shakira - fundadora e activista da Fundação ALAS (Fundación América Latina en Acción Solidaria) - vem à XIX Cimeira Ibero-Americana para promover a urgência da cobertura universal da educação, saúde e nutrição das crianças da América Latina e, em especial, o programa "Metas Educativas 2021: a Educação que queremos para a Geração dos Bicentenários", que tem como objectivo a cobertura universal da educação em 2021 entre os 0 e os 6 anos.

Espera-se a todo o instante a reacção indignada de um virulento grupo de misóginos e assexuados contra a resolução do Primeiro Ministro de Portugal de participar nos trabalhos ao lado da cantora. De acordo com o ideário deste grupo, José Sócrates, pelas altas responsabilidades que lhe estão cometidas, estaria impedido de se apresentar ao lado de uma mulher que anda pelo mundo a expor a harmonia das suas linhas e, mais que isso, que aparece a todo o tempo com os seios quase desnudados, o que, ainda segundo o grupo misógino, lhe retira qualquer credibilidade para falar de educação (a Sócrates, claro está!).

Entretanto...

Misóginos, assexuados, falsas pudicas e outros perturbados devem clicar aqui.

O resto da malta pode apreciar a
performance da activista da Fundación América Latina en Acción Solidaria.

29 de novembro de 2009

Minaretes

Polémico porquê?
Porque a Suíça não quer ser como a França, que dentro de 20 anos será uma república islâmica?

28 de novembro de 2009

Misoginia

Misóginos, assexuados e outros perturbados devem clicar aqui.

O resto da malta pode apreciar isto.

25 de novembro de 2009

Milagre !



Sócrates quer continuar a gastar dinheiro na compra dos votos de tanto e tanto indigente que nem quer ouvir falar de trabalho e diz que não precisa de aumentar a receita através de impostos. Muito bem. É um milagre. Viva!

Há muitos anos, quando andava pela Galileia, Jesus fez o milagre da multiplicação dos pães.
Pois foi. Mas agora Jesus anda no Benfica...

20 de novembro de 2009

Professor titular

Vai acabar a divisão da carreira docente, com o fim dos professores titulares.
Ainda bem mas, por este andar, ainda vão aparecer os professores TENTACULARES.


(boca de um amigo, advogado, com escritório junto ao café onde tomo a bica da manhã)

19 de novembro de 2009

Vive La France


L'Équipe du Magreb "L' Équipe de France", a jogar no "Stade de France", teve de recorrer aos serviços do "Ovrebo" nomeado para o efeito, para não se ver afastada da fase final do Mundial, na África do Sul, e, assim, respeitar os superiores interesses de Monsieur Platini.
Uma vergonha!
De qualquer forma, o roubo não foi tão escandaloso como o de Stamford Bridge.

Entretanto, os nossos podiam ter ganho por quinze a zero.

16 de novembro de 2009

EDP Nuclear

Em Portugal temos um preconceito com a energia nuclear.
Já por diversas vezes os nossos políticos rejeitaram a opção por essa forma de produção de energia.
É "de esquerda" ser contra "o nuclear", toda a gente sabe.

Alto! Toda a gente, não!
A EDP nem sequer quer saber. Olha só o cabeçalho da minha factura:

12 de novembro de 2009

José Saramago, treinador do Sporting

Boa escolha.
Com Saramago, Jesus não tem hipóteses!
(por email)

No país da corrupção


O Tribunal Constitucional italiano anulou uma lei porque esta não garantia a igualdade de todos os cidadãos perante a Lei. Com isto, o primeiro-ministro vai poder ser investigado.
Em Portugal também é mais ou menos assim, com ligeiras adaptações:
Alguns não podem ser escutados e uns outros também não, se, eventualmente, estiverem a falar com os ditos cujos.

5 de novembro de 2009

A propósito de educação

Protagonizado por Isabelle Adjani, O Dia da Saia é um drama sobre uma professora, Sonia Bergerac, vítima de descontrolo emocional causado pelo stress incutido pela indisciplina dos seus alunos. Um dia descobre na sala de aula uma arma a sair de uma mochila, toma-a e, à falta de melhor solução, usa-a para controlar os alunos e poder tentar dar a matéria. Um drama intenso que nos apresenta um rol de problemas habituais nas escolas francesas, mas também nas portuguesas, como indisciplina, abusos sexuais, racismo e até violência para com os docentes.
Um filme que aborda de uma forma provocativa, de tão realista, os problemas que os professores enfrentam no seu dia-a-dia na formação das nossas gerações futuras.

4 de novembro de 2009

Turno único

Na senda do desbravar do texto do programa e daquela coisa do turno único nas escolas de todos os ciclos, ocorreu-me uma hipótese mirabolante:

Como os garotos ainda conseguem ter uma ou outra tarde sem aulas (ou manhã em algumas escolas), que tal ocuparem-lhes todo o tempo com...

AEC's ?

É uma hipótese, não? E ficava tudo, mesmo tudo, em turno único.

3 de novembro de 2009

Turno único

Estive a ler a parte da Educação no programa do governo. Às tantas (p. 50), está lá:

Criar condições para que as escolas do ensino básico e secundário passem a funcionar em regime normal e turno único. Assim, depois de, no mandato de 2005 a 2009, as escolas do primeiro ciclo terem começado a funcionar em regime normal, estenderemos progressivamente este modo de funcionamento aos restantes ciclos do ensino básico;

Mas o que é que isto quer dizer?
Com a enorme carga horária que os garotos do 3.º Ciclo e do Secundário têm de aguentar - dos cursos profissionalizantes, então, nem se fala -, haverá alguma escola que lhes consiga pôr as aulas só de manhã ou só de tarde? Mais de 33 tempos?
Não acredito!
Já todas as escolas do secundário devem - têm de - funcionar em regime normal.
Ná! Isto deve ter um outro significado que não descortino.

28 de outubro de 2009

Será desta?


Com toda a frieza, tenho de reconhecer que na actual equipa do Sporting só há dois verdadeiros jogadores. Vá lá, dois e meio: Liedson, Moutinho e Veloso. Assim, fica muito complicado o papel do treinador, seja ele quem for. Mas há quem fale no efeito da "chicotada psicológica". Sei lá...

25 de outubro de 2009

Pingo doce

Reparei que este anúncio suscitou a reprovação de alguns sectores da intelligentsia nacional.
Será defeito meu, decerto, mas não descortino o problema.
Mais grave, ainda, é que até acho a coisa engraçada. Dá, assim, como que uns ares de hino de campanha eleitoral.

22 de outubro de 2009

Em equipa que ganha, não se mexe!

Ou, então, mexe-se só um bocadinho.
Este, por exemplo, mexe-se para as Forças Armadas. E com a vantagem de ficar com mais recursos para continuar a malhar na malta.

18 de outubro de 2009

Quotas

Para OBJECTORES DE CONSCIÊNCIA em Espanha.

Sou capaz de apostar que há por aqui malta que é contra as quotas mas concorda com estas quotas.

15 de outubro de 2009

Ranking 2009

Os exames nacionais, na Secundária Felismina Alcântara, não nos correram bem neste último ano. Como tal, no Ranking do JN, que é o que nos tem servido de elemento de reflexão, tombámos para a 278.ª posição, quando, há dois anos, estávamos na 52.ª.
De qualquer forma, fiquei mais sossegado depois de ter verificado que a Secundária da Quinta das Palmeiras - escola que foi classificada com Muito Bom em todos os parâmetros da avaliação externa promovida pela IGE - ficou mais de 80 lugares abaixo.
Ufa!

9 de outubro de 2009

Nobel Barack


Foi o da esquerda mas podia bem ter sido o da direita.
De facto, Obama está há tão pouco tempo em funções que, de substantivo, e sem qualquer ambiguidade, nada mudou relativamente ao legado de Bush.
Então não seria prudente aguardar mais uns anos e, então sim, se fosse o caso, homenagear o homem pela sua acção em prol da paz no mundo?
Desta forma tão precoce, esta nomeação não cheira: TRESANDA!

7 de outubro de 2009

Julgados por violação

Sim, sim!
Só que não se tratou de qualquer crime sexual.
Foi, alegadamente, violação do SEGREDO DE JUSTIÇA!
Ora, quando é sabido que alguns predadores sexuais, pedófilos mesmo, escaparam a julgamento, esta não deixa de ser uma notícia a registar.

1 de outubro de 2009

Email

Descobri que há tipos convencidos de que um email é algo parecido com uma carta que o destinatário só consegue ler depois de abrir o envelope.
Errado!
Se houvesse analogia, um email seria como um postal: pode sempre ser lido pelo carteiro!

Bons velhos tempos...

... os dos presidentes imparciais.

23 de setembro de 2009

Asneira!

Ferreira Leite pode ter tido alguns maus momentos. Claro que pode.
Mas:

  • Não foi Ferreira Leite que afrontou os professores.
  • Não foi Ferreira Leite que caluniou os professores.
  • Não foi Ferreira Leite que instaurou processos disciplinares a professores por dizerem piadas sobre Sócrates.
  • Não foi Ferreira Leite que aprovou um Estatuto do Aluno que promove o laxismo.
Todos sabemos quem foi!
Lembrem-se do Charrua e das visitas dos polícias aos sindicatos...

22 de setembro de 2009

E vão nove

José Sócrates já processou nove jornalistas.
Cinco são da TVI, três do PÚBLICO e um do DN.

A amizade com Chávez está a dar frutos

21 de setembro de 2009

Hoje é dia de avião


De resto, um grande e belo aparelho.

Bem me dizia a Pitanga...

... e de uma avioneta...


... que, contrariamente ao que sugeri, acha que não tem falta de peso.

Que nojo

De quando em vez – com crescente frequência, infelizmente – vemos abaladas as nossas mais profundas convicções. Neste caso concreto, a nossa crença na Justiça ficou irremediavelmente comprometida. Crescemos a pensar que a Justiça é justa, independente e imparcial, e, afinal…
Afinal, o Conselho Superior da Magistratura, o órgão de topo da estrutura, o órgão que deveria ser o primeiro garante da independência e da imparcialidade, tem membros… indicados pelos partidos políticos. Porra! Não podia ser pior. Adeus credibilidade da Justiça!
Os resultados estão à vista, como bem se vê nesta questão da avaliação do juiz que mandou prender Paulo Pedroso, o tipo que foi formalmente acusado de 15 crimes, mas que a juíza de instrução decidiu não levar a julgamento. Três conselheiros indicados pelo PS inviabilizaram a avaliação do homem!
Este episódio apenas serve para provar, mais uma vez, diga-se, que o famoso aviso de Jorge Coelho – quem se mete com o PS, leva – era para ser levado a sério. Mas o pior é o resto: é que o CSM, além da avaliação, também faz nomeações, colocações e transferências de juízes. Imaginemos, portanto, o que por aí anda.

19 de setembro de 2009

Coerência



Independentemente dos factos,
Um jornal que não tem pejo em divulgar a "fonte" de um concorrente, não pode refugiar-se nos estatutos que acabou de violar.
Quem é a fonte do DN?

17 de setembro de 2009

À atenção dos colegas professores


Isso!

Votai no Bloco e, como prémio, ganhai um Primeiro-ministro chamado José Sócrates.

(Já agora, que medida(s) tomou qualquer governo do PSD que prejudicasse os professorezecos?)

... os pequenos nadas...

... que levam a que renasça o "animal feroz"!

Ouvir a entrevista a Maria Flor Pedroso (a partir dos 12/13 minutos, o verniz vai-se)

14 de setembro de 2009

"Sócrates é agressivo comigo"


Tem que se ser um tipo muito esquisito, muito estranho, muito com a cabeça cheia de "causas fracturantes", para se ser agressivo com uma pequena assim.

Haverá algum homem que olhe para ela e se lembre de ser agressivo?

Ná!

Ainda se fosse agressivo com o homem dela...

Novos... ma non troppo


Depois de ontem ter esperançado a malta da Educação, logo veio desdizer a substituição de todos os ministros, caso venha a vencer as eleições (cruzes, canhoto!).

O melhor, mesmo, é a malta não facilitar.

12 de setembro de 2009

Radical, de direita!


Há tipos que não se enxergam.

Boaventura Sousa Santos disse hoje, na Antena 1, que o "bloco" não era um partido radical e que o seu programa era o de uma "social-democracia do século XXI".

Bom, assim sendo, eu serei um radicalista da direita ultra-neo-mega-hiper-liberal.

E que vivam as vanguardas esclarecidas!

8 de setembro de 2009

À atenção dos colegas professores



Este senhor entende que os tipos que ganham aquilo que nós todos queremos ganhar são ricos e, como tal, devem pagar mais impostos.
Só assim se percebe a intenção programática de eliminar as despesas com saúde e educação das deduções ao IRS, tal como hoje defendeu convictamente no debate com Sócrates.
Não restam dúvidas de que, com este tipo, seríamos muito mais iguais. Seríamos todos igualmente pobres!
Portanto...

7 de setembro de 2009

Carlos Pimenta fez figura de corno

Foi o último a saber.
Bem feito! Ninguém o mandou andar a pôr-se a jeito.

Do lado dos socialistas, nada de novo. Sempre o mesmo xicoespertismo tão caraterístico da era socrática.

4 de setembro de 2009

Eu é que não fui

Aliás, ao que parece, não foi ninguém.
Quando assim acontece, diz-se na minha terra:

Quem foi, quem viu?
A p... que o pariu!

3 de setembro de 2009

Quem se mete com o PS, leva!

Era muito previsível uma jogada deste género depois de gorado o intento através do negócio da PT.
O que me surpreendeu, sei lá porquê, foi a demonstração da monstruosa hipocrisia socialista.
Por isso, fiquei irritado.
Não pelos factos em si mesmos, mas porque não me devia ter esquecido das palavras de Jorge Coelho:
"Quem se mete com o PS, leva!"

2 de setembro de 2009

Falta de delicadeza?

José Sócrates disse a Judite de Sousa que o principal problema com os professores terá sido alguma "falta de delicadeza" no contacto.

Não foi.

Na verdade, os professores foram duramente "atingidos" - por muito que o termo custe a Sócrates - pela políticas do Partido Socialista. Basta lembrar que cerca de 3/4 viram goradas as expectativas de atingirem os escalões superiores da carreira e, assim, de virem a auferir um vencimento na casa dos 3.ooo euros.

Ora, isto não tem nada a ver com mais ou menos delicadeza. Tem a ver, exclusivamente, com opções de corte na despesa pública.

Sócrates, mais uma vez, não disse a verdade e os professores sabem-no bem.

E será que disse a verdade quando afirmou que os seus melhores amigos eram juízes?

28 de agosto de 2009

Votar em quê?

Não concordando com tudo o que lá está, há uma coisa em que todos estaremos de acordo:

Votar em qualquer partido que não o PSD, apenas contribui para manter o PS no governo.

19 de agosto de 2009

Simão

Como se não bastasse ter-nos calhado um Ovrebo, ainda havia de estar a jogar um imbecil que despe a camisola quando já tem um amarelo.