30 de abril de 2010

Mas... se temos sido tão fecundados...

Seria de esperar que fossemos excedentários.
Afinal, até nesta matéria estamos falidos.
O melhor é apagar já a notícia. Se a Standard & Poor's sabe disto, ainda nos baixa o rating.

Um regalo para os ouvidos

Começam a surgir os primeiros sinais da queda dos pilares do eduquês.
Até há uns meses isto não era possível; logo apareceriam os guardiões do templo a brandir os fantasmas do fascismo.
Um dano colateral da crise?
É bem possível, mas o que é certo é que nasce um horizonte de esperança.
ad latera, os parabéns ao colega Paulo Guinote!

29 de abril de 2010

O papel custa dinheiro, meus senhores

Nos tempos da crise que corre, é sempre bonito ver em acção estes intransigentes defensores do interesse público. Pessoas que, na prossecução da sua missão de serviço público, não se importam de arrostar as decisões do próprio Ministério Público, não se vergando a nada, quantas vezes com evidentes sacrifícios pessoais. Chega a ser enternecedor. Gente de bem que, contrariamente a outros, deveria ser condecorada no 10 de Junho. E devia ser já no próximo. Depois... poderá ser tarde.

E, olhando com atenção, há-os em todas as organizações e instituições da Administração. Mesmo em todas.

Abaixo todos os "charruas" do país.
Vivam os comissários políticos!

(um dia destes conto uma cena verídica passada numa escola aqui bem perto)

23 de abril de 2010

Olha só quantas virgens pudicas



Pois eu acho que, como exercício intelectual para aferir das competências argumentativas, estava um espanto.

Além disso, já lá vai o tempo do casamento reservado a pares de naipe diferente.
Então, porque não trios? Conheço alguns para quais o casamento seria uma bênção. E se fosse um póker? De Damas, de Valetes e até de Ases. Porque não? Em alguns casos, até uma sequência completa!
Não pode haver ninguém discriminado. A malta multigâmica também tem direito à felicidade.

E depois logo hão-de aparecer os radicais reaccionários a fazer um cagarim destes.
Enfim...

19 de abril de 2010

Para os tempos que se avizinham


Diz o amigo Xiclista que uma das coisas de que se deve dispor para amenizar a bancarrota que aí vem, é uma bicicleta. Pois esta é a que mais recentemente por aqui apareceu. Ainda perguntei se não havia uma versão para tipos normais. Desgraçadamente, não. Só há para esquerdistas!
Bom, para mim tanto faz. Estas coisas são incompatíveis com o meu períneo.

14 de abril de 2010

Lógica dos túneis

Imagem dramática do momento em que Luisão comete uma tentativa de homícido - tackle from behind - enquanto Maria de Lurdes, colocada a menos de dois metros, se embevece com as traquinices de (ai)Mar, em vez de ajuizar o lance.

8 de abril de 2010

"Final antecipada"



E foi então que o comentador de serviço, José Augusto Marques, perguntou:
"Mas, afinal, porque raio há-de, o quarto árbitro, ter um monitor de televisão?"

Espectáculo !

À atenção da homóloga portuguesa


Mas não mostre aos cientistas da educação da 5 de Outubro.

(este tipo tem mesmo "balls")

6 de abril de 2010

A campanha negra


Continua sem pudor.
Porra, pá!
O homem era um fraco engenheiro agente técnico mas deu um excelente primeiro-ministro. O melhor de todos. Um puro. Um santo!

Viva o Senhor Primeiro-Ministro.